BAIXE GRÁTIS SEU EBOOK SOBRE O LIVRO DE GÊNESIS

Descubra as maravilhosas revelações contidas nesse fantástico LIVRO!

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100{cbcd66f007a6a58b580b9a083d47e9f3b67b32ae65bce361169fcc9bac659a54} seguro!

Bolsa estupro, aborto e a fé evangélica

Bolsa estupro, aborto e a fé evangélica

Bolsa estupro e a fé evagélica

Mas a final o que é esse tal “Bolsa estupro”, e o que a fé evangélica tem haver com isso? Foram os evangélicos que criaram a política e a indústria do estupro?

O ano de 2018 nem acabou e o assunto do momento é o tal “Bolsa estupro e Estatuto do Nascituro” e sua relação com o a futura ministra do governo de Bolsonaro, a senhora Damares. Ela nem começou a trabalhar e já está apanhando nas mãos de pessoas inescrupulosas, egoístas e que só procuram seus próprios interesses.

O assunto “aborto” é um problema seríssimo e de interesse da população brasileira, que a tanto tem debatido esse tema. Existem muitos colunistas de revistas e jornais que em suas matérias são parciais, pois utilizam muitas vezes a fé evangélica como sinônimo de algo mal e de desgraça para essa sociedade, sem mencionar que muitos políticos que estão envolvidos nesse “Estatuo”, já foram kardecistas, e até participaram de uma sessão espirita no Congresso.

Levando como ponto de partida a queda do regime militar, o que os políticos do (MDB, PMDB, PSDB e PT) fizeram pelo bem da mulher no Brasil até os dias de hoje? O que os “grandes jornais” desse país fizeram contra a indústria do estupro?

Percebesse que eles só fomentaram a política do estupro e do aborto, e até a presidente Dilma sancionou o projeto de lei 12.845/2013 a favor do aborto e com uso de dinheiro público.

E as mulheres em sua maioria quando usam suas semiroupas, rebolam em bailes funks, não valorizando o seu corpo e pousando nuas para revistas masculinas, em que elas estão contribuindo para o fim da cultura do estupro?

Outro problema sério no Brasil e que favorece o aborto é o consentimento de muitos fiéis católicos, evangélicos e adeptos do kardecismo que apoiam a politica do aborto, e não se vê esses colunistas mencionarem essas outras crenças em seus artigos. Virou moda atacar a fé cristã evangélica, como se essa fosse permeada por fanáticos e ignorantes. Quando o Ministério dos Direitos Humanos realizou em 2008 sua 11ª Conferência, esteve presente representantes da religião Wicca e das religiões africanas, e por incrível que pareça, em termos de direito a crença foi tratado o assunto “intolerância religiosa”. Eu nem preciso te falar qual segmento religioso foi tratado como intolerante.

O problema no Brasil é muito mais sério do que pensamos, a rais do problema não é uma ministra “evangélica”. Existe a questão de falta de leis mais rigorosas contra os homens que comentem esse crime. Existem ministros no STF que estão se locupletando de dinheiro ilícito e que se acham no direito de julgar sobre a questão desse assunto. Existem políticos corruptos que só querem garantir a sua própria sobrevivência, criando leis e política pública para legalizar a prostituição e o aborto e nenhum desses jornalistazinhos se quer protestam contra isso, pois estão embriagos de um marxismo fútil que nunca contribuiu para nada.

Por: Luiz Flávio Curvelo

.

Sobre o Autor

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *