BAIXE GRÁTIS SEU EBOOK SOBRE O LIVRO DE GÊNESIS

Descubra as maravilhosas revelações contidas nesse fantástico LIVRO!

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100{cbcd66f007a6a58b580b9a083d47e9f3b67b32ae65bce361169fcc9bac659a54} seguro!

A Genealogia de Jesus no Evangelho de Mateus

A Genealogia de Jesus no Evangelho de Mateus

O Evangelho de Mateus, o primeiro livro do Novo Testamento, começa com a genealogia de Jesus. Mateus apresenta os nomes desta genealogia em três conjuntos de catorze gerações cada: “todas as gerações, desde Abraão até Davi, são catorze gerações; e desde Davi até a deportação para a Babilônia, catorze gerações; e desde a deportação para a Babilônia até Cristo, catorze gerações” (Mateus 1:17).  Catorze parece um número estranho: não tem nenhum outro significado na Bíblia fora dessa passagem. Então por que catorze? 

O antigo método interpretativo judaico

O número quatorze é um exemplo claro de guematria – um método interpretativo judaico que atribui números a cada letra hebraica. Por exemplo: a primeira letra hebraica, Alef (א), equivale a 1; Dalet (ד), a quarta, equivale a 4; e Vav(ו), a sexta, equivale a 6. A guematria calcula o valor numérico de uma determinada palavra e, em seguida, compara com outra palavra de mesmo valor numérico, revelando assim uma ligação entre elas.   

Então, por que catorze?

Mateus constrói sua genealogia em torno do número 14 porque o nome de Davi em hebraico (דוד) tem este valor: ד (dalet) + ו (vav) + ד (dalet), ou 4 + 6 + 4 = 14. Além disso, Davi é o décimo quarto nome listado na genealogia. A ênfase em Davi aqui é plenamente clara. Mateus usa o número catorze para ligar Jesus ao Rei Davi, e assim apresenta sua genealogia de forma distintamente judaica.  

Descubra o contexto judaico

Tanto a genealogia quanto a guematria eram importantes para os judeus do primeiro século. Portanto, era muito importante que Mateus usasse esse número para tornar óbvia a ligação entre Jesus e Davi. Inscreva-se em nosso   “Curso Tsade” e você poderá aprofundar significativamente seu conhecimento sobre os contextos teológicos, históricos, linguísticos e arqueológicos judaicos do Novo Testamento. 

 

Tags: | | | | | | |

Sobre o Autor

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *