BAIXE GRÁTIS SEU EBOOK SOBRE O LIVRO DE GÊNESIS

Descubra as maravilhosas revelações contidas nesse fantástico LIVRO!

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

O que é Apocalipse?

O que é Apocalipse?

Hey, você já conheceu o Curso Tsade – Hebraico para Pregadores? Um curso incrível, que tem ajudado a vida de milhares de pessoas que tinham dificuldades para conhecer esse idioma e a cultura judaíca.
Esse CURSO é completo, dedique um tempo e invista nessa área clique aqui e saiba mais…

Nesse estudo bíblico estaremos abordando o tema “O que é o Apocalipse?”. Para tanto a Akademia Cristã apresentará de forma dinâmica esse assunto tão temido por muitos mas que você leitor (a) poderá tirar todas as suas dúvidas.

Introdução

Quando se fala de Apocalipse devemos primeiramente saber que o interesse por esse tipo de literatura geralmente cresce em tempos de crise, como aconteceu após a Primeira Guerra Mundial, no século passado, assim como no primeiro século da Era Cristã (sob o domínio do Império Romano), e também na época macabaica da história de Israel (século II a.C.).

Significado da palavra Apocalipse

A palavra Apocalipse vem da palavra grega “apokálypsis” e um de seus significados é “revelação”. Uma das características do livro do Apocalipse é incutir nos seus leitores uma sólida  confiança no cuidado divino em tempos difíceis para a comunidade de Deus.

O Apocalipse é uma forma literária, que era usada em Israel, repleta de simbolismos de números, animais, aves, monstros etc., e que não é fácil de ser hoje entendido. As páginas mais tipicamente apocalípticas do Antigo Testamento são os capítulos 7 a 12 do livro de Daniel.

Segundo (COLLINS, Jonh J) Apocalipse é uma literatura de gênero  revelatório  onde sua estrutura narrativa, construída em revelação é mediada por um ser do outro mundo a um receptor humano, mostrando uma realidade transcendente que é simultaneamente temporal, na medida em que busca salvação escatológica, e também espacial, na medida em que envolve outro mundo.

Autoria do Livro.

O autor do livro se identifica como “João, servo de Jesus e está exilado na ilha de Patmos” (1.1,4,9; 22.8), aquele que recebe uma série de visões que Deus envia às igrejas da província romana da Ásia. A essas igrejas ele transmite um testemunho da parte de Deus (1.2).

Sabe se que a identidade desse “João” tem suscitado séculos de debates por parte dos estudiosos, pois ele nunca se identifica como o “apóstolo”, mas se refere a si apenas como “escravo, servo” (l.l), “profeta” (1.3; 22.9) e um entre seus “irmãos, os profetas” (22.9; cf. 19.10).

OSBORNE (2014) sugere algumas pessoas como sendo autor do livro: (l) João, o apóstolo; (2) o presbítero João; (3) João Marcos; (4) João Batista; (5) outro João; (ó) Cerinto; (7) alguém usando o nome de João, o apóstolo, como pseudônimo.

Algumas características do gênero apocalíptico:

Um elemento comum da literatura apocalíptica é a ênfase na destruição do mundo nos últimos dias, seguida pela criação de um novo céu e terra. Apocalipse 21–22 descreve os novos céus e terra em detalhes. Após as cartas de sete igrejas em Apocalipse 1–3, os capítulos 4–20 incluem muitas idéias simbólicas sobre eventos futuros que foram interpretadas de várias maneiras.

Os anjos

Os anjos na Bíblia aparecem como ministros de Deus ou como intérpretes das visões ou revelações que o autor do livro descreve (Ez 40,3; Zc 2,1s; Ap 7, 1-3; 8, 1-13). Simbolismo rico, singular. Animais podem significar homens e povos; feras e aves representam geralmente as nações pagãs; os anjos bons são descritos como se fossem homens, e os maus como estrelas caídas.

Números

Outro aspecto que encontramos no Livro de Apocalipse é o uso dos números. No livro do Apocalipse os números 3, 7, 10, 12 e 1000 são símbolos de bonança; 3 1/2, símbolo de tribulação. As literaturas apocalípticas sempre apontam como alvo os tempos finais da história, com intervenções solene de Deus em meio a um cenário cósmico, o julgamento dos povos, catástrofes naturais como castigo, a derrota dos maus e a exaltação dos bons.

O lugar que o livro de Apocalipse foi escrito

No fim do século I, era cada vez mais difícil a situação dos cristãos no Império Romano por causa da terrível perseguição dos imperadores. Tudo começou com Nero, no ano 64, e continuou na terrível perseguição de Domiciano (81-96). Muitos cristãos foram martirizados, mas muitos também estavam desanimados, abandonavam a fé (apostasia) e aderiam às práticas pagãs. Isso pode ser notado nas mensagens às sete igrejas da Ásia Menor: Éfeso, Laodiceia, Esmirna, Pérgamo, Tiatira, Filadélfia e Sardes. Foi em tais circunstâncias sombrias que São João escreveu o Apocalipse.

O livro visava encorajar os fiéis. O Apocalipse é, basicamente, “o livro da esperança cristã” ou da confiança inabalável no Senhor Jesus e Suas promessas de vitória. Ele quer anunciar a “vitória do bem sobre o mal”, do reino de Cristo sobre o reino do mal, especialmente para aquele momento muito difícil em que se encontrava a Igreja.

Conclusão

Nesse estudo você aprendeu que o Livro de Apocalipse foi escrito não para gerar medo, e sim esperança. Aprendeu que o gênero literário apocalíptico surge no período dos macabeus.

Tudo isso e muito mais você pode ensinar através de boas ferramentas, inclusive um bom Curso de Teologia.

Fonte:

COLLINS, John J. Daniel, with an Introduction to Apocalyptic Literature. Grand Rapids: Eerdmans, 1984, p. 4.

Osborne, Grant R. Apocalipse: comentário exegético / Grant R. Osborne; tradução de Robinson Malkomes, Tiago AbdallaT. Neto. – São Paulo: Vida Nova, 2014.

Me responda a uma pergunta rápida: Você gostaria de conhecer melhor sobre Escatologia? Então BAIXE GRÁTIS o nosso  Ebook Daniel e Apocalipse ? Clique aqui e baixe agora…

Sobre o Autor

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

>