BAIXE GRÁTIS SEU EBOOK SOBRE O LIVRO DE GÊNESIS

Descubra as maravilhosas revelações contidas nesse fantástico LIVRO!

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

O DESMATAMENTO DA AMAZÔNIA E A NOVA ORDEM MUNDIAL

O DESMATAMENTO DA AMAZÔNIA E A NOVA ORDEM MUNDIAL

Muito se tem falado nesses últimos dias, sobre a Amazônia, desmatamento, invasão de terras indígenas e queimada. Mas afinal, porque o mundo está focado na Amazônia? O que a igreja de Cristo deve saber sobre o que acontece nos bastidores daquela região, e o que isso pode implicar para o cristianismo no futuro?

Nesse post, queremos trazer algumas informações sobre: Sínodo da Amazônia, marxismo, doutrina cristã socialista, nova ordem mundial e deixar um conselho para todos que se nomeiam cristãos. Então, vamos ao que interessa!

O que é a Amazônia?

A Amazônia é uma região cada vez mais estratégica para os países que a compartilham e para o mundo em geral, especialmente por sua biodiversidade, e é em sua totalidade muito maior do que a somatória das histórias e realidades de cada um dos oito países, ou seja, sua história e sua problemática ultrapassam as fronteiras nacionais e é preciso que os países que fazem parte dessa realidade a percebam como tal e desenvolvam políticas comuns para proporcionar um desenvolvimento sustentável para a região.

De acordo com a OTCA (Organização para o Tratado de Cooperação Amazônica, apud MOREIRA, 2009 ), a Amazônia possui aproximadamente 7,5 milhões de km², segundo o critério político-administrativo utilizado pelos países amazônicos, sendo que aproximadamente 68% do território total da floresta amazônica fazem parte do Brasil.

Desmatamento 

É de conhecimento de todo cidadão brasileiro e estudiosos de outros países, o problema do desmatamento na Amazônia. Esse problema deve ser enfrentado com politicas que coíbam o comércio ilegal de madeira, o garimpo da terra em prol da busca do ouro e a derrubada da mata virgem para criação de lavouras, incentivadas por ruralistas.

Outro problema sério, é o uso da situação dos índios na região da mata Amazônica, com fins de obter lucro. Essa prática é comum e realizada por diversas ONG’S, sustentadas por partidos políticos como viés ideológico “marxista”, pois gera renda para uma minoria e quase ninguém fica sabendo o que ocorre com a maioria dos índios. Cabe lembrar, que existem muitos índios abandonados pelo nosso governo, mas também existe muitos representantes dessas tribos ou até da Amazônia, que utilizam o tema “causa Amazônica” para ficarem ricos, através de ONG’S.

Veja no vídeo abaixo, uma representante indígena da região do Amazônia, denunciando pessoas que se passam por representante dos índios na Europa:

As denúncias de Pascal Bernardin

Clique na foto para saber mais

Em Maquiavel Pedagogo, o autor explica a “revolução pedagógica que assolou o mundo e continua causando danos. Apoiou-se, principalmente, em publicações oficiais de organizações internacionais (UNESCO, OCDE, Conselho da Europa, Comissão de Bruxelas) para demonstrar que o objetivo dos sistemas educacionais não é mais dar uma formação intelectual mas modificar os valores, as atitudes e os comportamentos, proceder a uma revolução psicológica, ética e cultural. Para alcançá-lo, utilizam-se técnicas de manipulação psicológica e sociológica.

Não está traduzida para o português.

Pascal Bernardin demonstra, apoiando-se em obras maçônicas e textos do Magistério Conciliar, que “o Concílio Vaticano II e a “Nova Teologia” inspiram-se na doutrina panteísta da Maçonaria, que confunde o Criador e a criatura, a natureza e a graça”. Essa obra traz várias informações sobre o novo caminho tomado pela Igreja, após o Concílio do Vaticano II, e como as ideias maçônicas são camufladas nesses últimos dias pela palavra “revolução“.

Protesto contra o documento base do Sínodo da Amazônia

Um dos críticos mais importantes da agenda estabelecida no instrumentum laboris é o cardeal alemão Walter Brandmüller, que anunciou categoricamente que “contradiz o ensinamento vinculativo da Igreja em pontos decisivos e, portanto, deve ser qualificado como herético”.

Cardinal Walter Brandmüller.

Segundo (CRUXNOW, 2.019) o cardeal alemão Walter Brandmüller, amplamente visto como um dos principais opositores do Papa Francisco, escreveu um raro ensaio criticando abertamente o próximo Sínodo dos Bispos na Amazônia, dizendo que o documento preparatório oficial rompe com o ensino católico.

De acordo com o ensaio de Brandmüller, publicado em 27 de junho no blog Centro Dom Bosco, o documento preparatório recentemente publicado pelo Sínodo “sobrecarrega o Sínodo dos Bispos e, finalmente, o Papa, com uma grave violação do depositum fidei , que em seu conseqüência significa a autodestruição da Igreja ou a mudança do Corpus Christi mysticum para uma ONG secular com um mandato ecológico-social-psicológico ”. Em determinado trecho, Brandmüller chega a denunciar a metamorfose que tornará o cristianismo em panteismo:

“Não é apenas o ideal do “bom selvagem” esboçado por Rousseau e pelo Iluminismo, que aqui é comparado com o decadente homem europeu. Essa linha de pensamento vai além, até o século XX, culminando com uma idolatria panteísta da natureza.” 

Conclusão:

Concluo opinando, que é bonito o papel de muitos cristãos, pelo direito dos índios e dos oprimidos, mas o perigo está na ideologia por trás dessa luta, que torna os princípios do Reino de Deus em um mero cristianismo socialista marxista, que tem tornado pessoas boas em preguiçosos e egoístas, levando pessoas incautas a defenderem o indefensável em nome de Deus. Caro leitor, abra os seus olhos, o evangelho não tem nada a ver com adoração a árvores e espíritos de ancestrais, o reino de Deus não força a ninguém viver em pobreza, como no vídeo postado acima, com o objetivo de preservar povo em sua cultura, enquanto algum ficam milionários com esse loby. O que está por trás dessa questão toda da Amazônia, é algo muito mais sério, afinal, não é a toa que homens como George Soros, investem U$ milhões de dólares para tornar o mundo mais social, com uma sociedade que tenha menos conhecimento cognitivo e seja menos conhecedora de Deus. Por isso, percebo, que novamente o cristianismo em sua resistência pelos seus princípios e crenças no Reino de Deus, se torna um empecilho para uma minoria que se acha o dono do mundo e que se esquece, que o Eterno Deus tomará as devidas ações em resposta a esperança de seus filhos. Então, cabe a você leitor, sendo conservador ou socialista, rever sua postura com relação a todas essas informações que são lançadas na mídia e nas redes sociais e saber que antes que socialismo nascesse como ideologia politica, já havia amor ao próximo e principalmente amor a Deus.

 

Referências:

MOREIRA. Helena Margarido. A importância da Amazônia na definição da posição brasileira no regime internacional de mudanças climáticas.Disponível em: <https://www.fca.unesp.br/Home/Biblioteca/folheto_modelos-de_referencias-e-citacoes_2017_mar.pdf>. Acesso em: 23 Ago. 22019.  

Tags: | | | | | | | | | | |

Sobre o Autor

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

>